Viva La Vida

As diversas fases de um novo ciclo,os diversos ciclos de uma nova vida

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Suspicious Mind - Elvis Presley





We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby
Why can't you see
What you're doing to me
When you don't believe a word I say
We can't go on together
With suspicious minds (suspicious minds)
And we can't build our dreams
On suspicious minds
So, if an old friend I know
Drops by to say hello
Would I still see suspicion in your eyes
Here we go again
Asking where I've been
You can't see these tears are real
I'm crying (these crying)
We can't go on together
With suspicious minds (suspicious minds)
And we can't build our dreams
On suspicious minds
Oh, let our love survive
Or dry the tears from your eyes
Let's don't let a good thing die
When honey, you know
I've never lied to you
Yeah, yeah
We can't go on together
With suspicious minds (suspicious minds)
And we can't build our dreams
On suspicious minds
We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby
Don't you know
Why can't you see
What you're doing to me
When you don't believe a word I say
Don't you know
We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby
Don't you know
We're caught in a trap
I can't walk out
Because I love you too much baby
Composição: Mark James
traduzida por Elvis Rose
TRADUÇÃO: http://letras.terra.com.br/elvis-presley/31505/traducao-print.html

domingo, 28 de agosto de 2011

Vamos tentando amenizar a dor dos acontecimentos, buscando forças para compreender tudo isso. Buscando em projeções futuras o ânimo de continuar trabalhando dentro do meu templo,com a mesma disposição que sempre tive. Não tenho como negar a tristeza, se o  fizesse estaria enganando a mim mesmo, mas tb não nego minha vontade de caminhar adiante,com novos projetos. Continuo,tentando compreender tudo isso sem respostas,que ainda me parecem muito distante. Mas estamos firme,crendo que o melhor virá. Não me dói a perda,porque nesse mundo,nada pertence a ninguém, me dói a falta de zelo, de cuidado e de vigilância.

sábado, 27 de agosto de 2011

Essa sou eu: Livre,Leve e Feliz!!!





Os amigos,devem estar confusos com o que está acontecendo. Vcs compreenderão. Sempre fui muito franca comigo mesma,com minha família e meus amigos e assim fica simples de perceber toda nossa sinceridade e profundidade como vivemos nossas vidas. Somos felizes, mas somos, porque escolhemos se felizes, independente do que o outro tem a nos oferecer. Na vida a única certeza é a morte, então pertence a nós cultivar a nossa própria felicidade,e não a depositando em ombros alheios. Nossas conquistas são nossas  e de mais ninguém, porém, cabe ressaltar que existem conquistas boas e ruins.


Construímos um projeto de vida, ganhamos uma família, crescemos, compartilhamos bons e maus momentos, aprendemos a nos adaptar as circunstâncias diversas, a climas diversos, ganhamos amigos eternos  e sempre neste tempo todo, de união sincera e amável, nutrimos com os melhores ingredientes nossa relação. Somos pessoas que nos amamos, que queremos o bem um do outro, e o bem para este momento em que estamos vivendo é o rompimento do matrimônio e não da relação. Não podemos, com o erro cometido,fazer valer um peso maior em tao pouco tempo, do que  foi nossa construção. Erros acontecem  e todos estamos sujeitos a isso, somos falíveis e portando passíveis de cometê-los. Cabe a nós compreender tudo isso e escolher o caminho do bem e da paz. Felizmente temos prismas de visão diferenciados, poderíamos escolher o caminho da depressão, do isolamento,da vergonha, da tristeza, do desentendimento, da insegurança etc...Mas somos aquele então casal,que todos conhecem e que vivia sua plena felicidade, que todos conhecem e que continuarão conhecendo,e o nosso caminho é esse: da PAZ. Compreendo,que DEUS não nos sobrecarrega com um peso maior do que somos capazes de suportar, compreendo para esse momento de maturidade que alcançamos em nossas vidas, seja o melhor, repito o que ja disse, insistir em algo que não está dando certo,é encontrar com a infelicidade, com o desrespeito,com a raiva, revolta...E aí eu pergunto: PRECISAMOS DISSO?
Nutro carinho e respeito por quem escolhi como companheiro, fiz planos de envelhecer, mas não sabia que no meio da estrada pudesse acontecer isso. Amo-o e o quero ver feliz, mas me quero feliz também!!!!Deixo aqui uma mensagem de Paulo de Tarso:


I Corintios 13-1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine.



2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.



3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.



4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece,



5 não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6 não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade;



7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.



8 O amor jamais acaba; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;



9 porque, em parte conhecemos, e em parte profetizamos; 10 mas, quando vier o que é perfeito, então o que é em parte será aniquilado.



11 Quando eu era menino, pensava como menino; mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.


12 Porque agora vemos como por espelho, em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei plenamente, como também sou plenamente conhecido.



13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.


sexta-feira, 5 de agosto de 2011














Hoje,quero escrever sobre meu ontem. Devido as quedas na conexão com a internet,não consegui fazer nada por completo no computador,uma vez que  somos dependentes,quase 100% deste veículo.
Tenho dois lugares que me entrego,quase por completo, Um é o carro, o outro o banheiro. Por completo seria minha cama...

Bem...no banheiro limpo meu corpo e minha mente , além de exercitar minha voz,adoro cantar!  Mas isso é papo pra depois.

Ontem, ao ir ao dentista pela manha,fui pensando nas coisas que estão acontecendo comigo. Dentro do carro,acontece a verdadeira auto análise. Vou conversando comigo,ao som de uma música agradável, e obtendo as respostas vindas sempre de forma a me emocionar.

E nesse breve caminho,que se estendeu em quase uma hora,devido a um congestionamento, me perguntava se o que tenho em mente, se o que estou determinada em fazer está correto, me questionava se eu não estaria me confundindo,ou me precipitando, me questionava,em lágrimas, se realmente estava certa, se não estaria interpretando tudo que venho sentindo,todo meu sentimento de forma errada... Beeeemmm, crendo ou não, eu vos digo: Parei no semáforo atrás de um carro com a seguinte frase: 

“DEUS ESTÁ NO COMANDO”

Sorri,e agradeci...

Bom dia!!!!!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Tenho uma paixão especial por borboletas. Não sei quando e nem aonde começou, mas de fato estão presente,sempre de alguma forma, na minha vida. A grande admiraçao que tenho,é pelo poder de transformaçao por qual as borboletas passam. Talvez,possa eu,me comparar a esse serzinho tão f'rágil,tão indefeso e tão inofensivo, que possui uma enorme capacidade de tranformaçao e que ao mesmo tempo provoca medo em tantos outros seres,mais precisamente....humanos.

Hoje,me sinto um pouco borboleta, fazendo juz a um apelido carinhosamente adotado por uma amiga, que se refere a mim sempre como a D. borboleta.


Talvez eu seja realmente uma borboleta,disfaçada de gente, com a mesma capacidade de transformaçao, sem temer as mudanças e voando alegre, polinizando todos meus caminhos e me alegrando com cada nova vivência. Na certeza que as metamorfoses que se passam conosco,são sempre para o nosso bem maior.

Em cada cantinho que passei, adotei  um hábito estranho de plantar maracujás, nessa jornada de mudanças regionais plantava um pé de maracujá e sem pretensao alguma, la estava meu pezinho,crescendo me dando flores frutos, sucos e sombras,muitas sombras,que me aliviavam o calor. Ao mesmo tempo,admirava a presença dos bichinhos que ali voavam aterrisavam e sem querer polinizavam as flores, fazendo o cruzamento dos gametas, sendo responsáveis,por meio dessa ação,por lindos frutos. Esses mesmos bichinho que me fascinam causam medo em muitas pessoas, que por conseguinte causam dores, destemperos,desequilibrios e doenças...



Plantei um pezinho de maracujá na minha nova casa,a diferença é que ele nao passou de um metro em um ano, cresceu ao lado de uma palmeira imperial,tao grande,tao alta tao robusta. Este pezinho não dará flores,frutos,sombras. Mas tem um principal papel que talvez nao seja de  fácil compreensão para muitos, por muito temerem na vida. Meu pezinho tem diariamente suas folhas renovadas, porque tem uma grande missão de alimentar as lagartas,que um dia serão as borboleta do meu jardim.